Fundação GDA distingue com prémio de interpretação actores Maria do Céu Guerra e Pedro Inês

Fundação GDA distingue com prémio de interpretação actores Maria do Céu Guerra e Pedro Inês


Maria do Céu Guerra recebe o galardão de melhor actriz pela interpretação no drama “Os gatos não têm vertigens”.


A actriz Maria do Céu Guerra e o actor Pedro Inês foram distinguidos com o Prémio de Actores de Cinema 2014 pela GDA – Cooperativa de Gestão dos Direitos dos Artistas, Intérpretes ou Executantes, foi hoje anunciado.

Maria do Céu Guerra recebe o galardão de melhor actriz principal – no valor de três mil euros – pela interpretação no drama "Os gatos não têm vertigens", de António Pedro Vasconcelos.

Pedro Inês é distinguido como melhor actor secundário, com um prémio de 2.000 euros, pelo filme "Os Maias – Cenas da vida romântica", adaptação do romance de Eça de Queirós por João Botelho. O actor fez aqui a estreia no cinema, interpretando a personagem João da Ega.

Ambos receberão os prémios na terça-feira, dia 17, às 18:30, no Teatro da Trindade, em Lisboa.

O júri do prémio integrou André Gago, Beatriz Batarda e Leonor Silveira, e a escolha foi feita a partir das nove longas-metragens portuguesas de ficção estreadas ao longo de 2014.

Este prémio foi criado por aquela cooperativa, em 2007, para promover e valorizar anualmente a interpretação de atores e actrizes portuguesas ou de língua portuguesa em cinema.

Em anos anteriores, a GDA distinguiu, por exemplo, Rita Durão, Paulo Pires, Nuno Lopes, Dalila Carmo, São José Correia, Soraia Chaves e Ivo Canelas.

Lusa