Ucrânia. Parlamento demite chefe dos serviços secretos

Ucrânia. Parlamento demite chefe dos serviços secretos


Cerca de 55 por cento dos deputados ucranianos votaram a destituição de Valentin Nalivaishenko.


O parlamento ucraniano aprovou nesta quinta-feira a destituição do chefe dos serviços secretos (SBU), Valentin Nalivaishenko, em conflito aberto com as autoridades ucranianas, nomeadamente com a procuradoria-geral.

Votaram a favor da destituição de Nalivaishenko 248 dos 450 deputados, mais 22 dos que os necessários para a aprovação da resolução parlamentar. Poroshenko pediu ao parlamento para demitir o chefe do serviço de segurança da Ucrânia depois de consultar o primeiro-ministro, Arseni Iatseniuk, e os grupos parlamentares.

“Não há nenhum problema de carácter político ou pessoal. Simplesmente o chefe de Estado considera que nesta etapa o SBU deve ser dirigido por um profissional dos serviços secretos e não por um diplomata ou um político”, explicou Iuri Lutsenko, porta-voz do grupo parlamentar do partido de Poroshenko.

Nalivaishenko, de 49 anos, é um diplomata de carreira, que chefiava o SBU desde Fevereiro de 2014, após a revolução que afastou do poder o presidente Viktor Ianukovich, agora exilado na Rússia.