Pedro Passos Coelho apresenta hoje recandidatura à liderança do PSD


Pedro Passos Coelho vai apresentar hoje à noite a sua recandidatura à liderança do PSD, num hotel de Lisboa, numa sessão com militantes que incluirá um período de debate. Na sexta-feira, o presidente do PSD estará numa sessão com militantes em Faro, adiantou à Lusa o deputado e dirigente social-democrata Pedro do Ó Ramos, escolhido…


Pedro Passos Coelho vai apresentar hoje à noite a sua recandidatura à liderança do PSD, num hotel de Lisboa, numa sessão com militantes que incluirá um período de debate.

Na sexta-feira, o presidente do PSD estará numa sessão com militantes em Faro, adiantou à Lusa o deputado e dirigente social-democrata Pedro do Ó Ramos, escolhido para dirigir a campanha de Pedro Passos Coelho.

Devido às suas responsabilidades e à sua agenda como primeiro-ministro, Passos Coelho concentrará as suas ações de campanha às diretas de 25 de janeiro entre as sextas-feiras e domingos, referiu o seu diretor de campanha.

No dia 25 de janeiro, os militantes sociais-democratas vão eleger, através de sufrágio direto, o presidente do partido e os delegados ao XXXV Congresso Nacional do PSD, marcado para 21, 22 e 23 de fevereiro, que elegerá os novos órgãos nacionais e deverá realizar-se no Coliseu dos Recreios de Lisboa.

O regulamento das diretas que o Conselho Nacional do PSD aprovou por unanimidade estabelece 17 de janeiro como prazo máximo para a apresentação de candidaturas à liderança do PSD e de propostas de estratégia global.

Até agora, Pedro Passos Coelho foi o único social-democrata a divulgar a intenção de se candidatar. Segundo Pedro do Ó Ramos, a sua moção global está a ser finalizada.

A data limite definida para o pagamento de quotas pelos militantes do PSD, de que depende a inclusão nos cadernos eleitorais, e para as retificações de militantes que se encontrem inativos é 15 de janeiro.

Pedro Passos Coelho foi eleito presidente da Comissão Política Nacional do PSD em eleições diretas realizadas a 26 de março de 2010 e reeleito a 3 de março de 2012.

Os congressos que elegeram as suas equipas de direção e demais órgãos nacionais do PSD realizaram-se a 9, 10 e 11 de abril de 2010 e 23, 24 e 25 de março de 2012.

Os estatutos do PSD estabelecem que “os mandatos dos órgãos eletivos do partido são de dois anos, contando-se a sua duração a partir da data da eleição”.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico