Seca: Agricultores alentejanos “desesperados” e à beira de um ataque de nervos


Crato, 27 fev (Lusa) — A falta de chuva está a deixar os agricultores alentejanos “desesperados” e o elevado preço das forragens e rações a provocar um ataque de nervos aos produtores pecuários,


Crato, 27 fev (Lusa) — A falta de chuva está a deixar os agricultores alentejanos “desesperados” e o elevado preço das forragens e rações a provocar um ataque de nervos aos produtores pecuários, segundo um dirigente agrícola de Portalegre.


“Os agricultores já estão a Xanax”, ironizou António Bonito, proprietário de uma exploração agrícola na freguesia de Crato (Portalegre), onde mais de 200 cabeças de gado bovinoestão a ser alimentadas à base de fenos e silagens.


Criticando a ministra da Agricultura, Assunção Cristas, pela forma como tem conduzido o problema da seca, António Bonito, que exerce também o cargo de presidente da Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre (AADP), exigoi medidas que ajudem de “imediato” o setor.